Este site utiliza cookies. Ao continuar neste site autoriza a sua utilização e concorda com a Política de Privacidade e com a Política para os cookies.
Escola de Magia
Login e aceder à área de aluno
ou
Matricular-se na Escola de Magia
MENU
Entrada > Átrio principal > Átrio > Biblioteca > Textos dos Alunos



Diante das Águas - O medo, a culpa e o ódio. A A A A


No final da aula, Clara vai imediatamente falar com Fabiana e Tatiana, mas elas já vão falando com ela sem a deixar falar. —Clara nem sabe quem virá aqui em Capela hoje! –Dizia Fabiana com alegria. —É Clara, você vai adorar, disse Tatiana.
—Garotas, eu quero falar com vocês! Disse Clara.
—Jéssica Silva! Ela fará um show por aqui! Não é um máximo? Disse Tatiana.
—Eu quero muito ir ao show dela! Disse Fabiana.
—Eu também quero! –Dizia Tatiana rindo. —Posso pedir uma coisa para vocês? Perguntou Clara.
—O quê? Perguntou Fabiana e Tatiana sorrindo.
—Não saem hoje à noite.
—O quê? Perguntou as duas.
—Por favor, não saem.
—Clara, será o show do século! Disse Fabiana.
—Eu sei Fabiana, disse Clara.
—Então por que quer nos impedir de ir nesse show hoje? Perguntou Tatiana.
—Eu quero fazer um programa para nós três hoje. O que acham? Disse Clara.
—Logo hoje Clara? Perguntou Fabiana.
—Precisa ser hoje! Afirmou Clara.
—Ah Clara, não sei, disse Tatiana.
—Por favor, vamos para minha casa.
—O que iremos fazer lá? Perguntou Fabiana.
—Conversar!
—Clara esse show vai demorar muito tempo para repetir aqui em Capela! Afirmou Tatiana.
—Tatiana eu prometo que não vou pedir mais nada de tão absurdo assim novamente, mas preciso muito de vocês hoje! Aceitem, por favor...
—Está tudo bem, eu vou! Disse Tatiana.
—Eu também, você nos convenceu! Disse Fabiana.
Clara consegue convencer Fabiana e Tatiana a irem a sua casa para não as deixar saírem para o show de uma cantora que irá a Capela; essa cantora estava em uma turnê. Quando Tatiana chegou a sua casa com Fabiana, ela foi avisar sua mãe que vai dormir na casa de Clara aquele dia. —Oi Arthur, cadê minha mãe? Perguntou Tatiana subindo as escadas.
—Está lá em cima! Disse Arthur.
—Oi Arthur, disse Fabiana.
—Olá Fabiana, como você está?
—Bem e você?
—Estou bem, quero avisar uma coisa a você!
—O quê?
—Tome cuidado.
—Cuidado com o quê?
—Há jovens sumindo por aqui ultimamente!
—Eu já sei disso!
—Sabe?
—Vi em um noticia na TV, mas por que está me dizendo isso?
—Porque estou preocupado com você!
—Obrigada, mas eu estou me cuidando bem.
—Que bom, mas não fala para Tatiana.
—Ela não sabe ainda?
—Não, Tatiana é muito distraída.
—Tudo bem, mas não acha melhor falar com ela?
—Eu também acho!
—Então...
—É que meu pai pediu isso para mim.
—Ah entendi.
—Obrigado amor.
—De nada.
—Meu pai verá para mim se tem alguma vaga na empresa onde ele trabalha.
—Que legal amor!
—É sim.
—Fico feliz por você!
—É, mas não vou ficar pulando de alegria, porque eu ainda não sei se terá vaga.
—Tenha pensamento positivo.
—Você tem razão!
—Você vai conseguir tenho certeza!
—Então você acha que meu pai vai me dizer uma coisa boa?
—Com certeza!
—Adoro você sabia?
—Eu também.
—Valeu muito vir visitar meu pai!
—Ah é?
—É. Assim pude conhecer você.
—Estou muito feliz por saber que você vai morar aqui por minha causa.
—Quero ficar cada vez mais perto de você!
—Você teve outras namoradas onde estava morando?
—Não!
—Não está mentindo?
—Claro que não! É que as garotas que moram por lá são interesseiras.
—Ah... Imagino.
—Pois é... Isso é muito ruim.
—Essas garotas não sabem o que perderam.
—Não sabem mesmo.

ALESSANDRO - A.M      

Este artigo já foi lido 950 vezes



Lista de artigos publicados pelos alunos    Biblioteca