Este site utiliza cookies. Ao continuar neste site autoriza a sua utilização e concorda com a Política de Privacidade e com a Política para os cookies.
Escola de Magia
Login e aceder à área de aluno
ou
Matricular-se na Escola de Magia
MENU
Entrada > Átrio principal > Átrio > Biblioteca > Textos dos Alunos



Diante das Águas - O medo, a culpa e o ódio. A A A A

Naquele momento Arthur beija Fabiana e a abraçando. No quarto da mãe de Tatiana, estava ela e sua mãe conversando sobre onde ela vai dormir. —Mãe hoje eu vou dormir na casa da Clara! Disse Tatiana.
—O quê? Perguntou a mãe de Tatiana.
—Isso mesmo mãe.
—Você vai perder o show de Jéssica Silva?
—Vou.
—Não acredito.
—Clara conseguiu me convencer de dormir na casa dela hoje.
—Nossa, vai demorar muito para ela voltar por aqui!
—Eu sei...
—E ela é ótima cantora.
—Eu sei...
—E ela é linda.
—Eu sei...
—Ela vai fazer um show aqui! –Dizia a Senhora Andrade provocando-a. – Mãe pára com isso, já estou triste porque não vou ao show dela. –Dizia Tatiana triste. —Você não vai porque não quer! Disse a Senhora Andrade.
—Vale mais uma amizade do que uma noite de diversão, disse Tatiana.
—Você tem razão, vai sim ficar com sua amiga.
—Avise o papai para mim?
—Aviso sim.
—Bom... Agora irei descer e almoçar com o Arthur.
—Daqui a pouco eu desço também, só vou terminar de guardar essas roupas.
—Mãe, Fabiana está lá em baixo! Ela pode almoçar conosco?
—Claro que pode filha.
—Esperamos você lá.
—Ta bom.
Então eles já estavam sentados à mesa esperando a mãe de Tatiana para almoçarem juntos, assim que ela chegou, eles começaram a almoçar e conversar. —Então como foi à aula? Perguntou a Senhora Andrade.
—Foi boa, disse Fabiana e Tatiana.
—Que bom.
—Mãe você percebeu alguma coisa diferente hoje a noite durante o nosso sono? Perguntou Tatiana.
—Hoje eu dormi muito bem. Já faz anos que eu não durmo tão bem assim.
—Então mãe, todas as pessoas dormiram assim.
—O quê? Perguntou Arthur.
—É muito estranho, disse Fabiana.
—Eu não dormi assim! Disse Arthur.
—Parece que foram todas as pessoas que moram por aqui. Na escola todos estavam comentando, disse Fabiana.
—Mas o que será que provocou isso? Perguntou Arthur.
—Não sei! Afirmou Fabiana.
—Me deu uma curiosidade de descobrir o que aconteceu, disse Tatiana.
—Não se envolva nisso Tatiana, disse a Senhora Andrade.
—Calma mãe, o que tem a ver?
—Pode ser perigoso!
—Eu também acho Tatiana, concordou Fabiana.
—Nossa. Vocês são tão medrosos. –Dizia Tatiana rindo. —Não é medo! Queremos sua segurança, disse a Senhora Andrade.
—É verdade Tatiana, disse Arthur.
—Está bem. –Dizia Tatiana ironicamente. —Está bem... Disse Arthur.
—Eu não vou mexer nesse assunto, disse Tatiana.
—Melhor assim! Disse a senhora Andrade.

ALESSANDRO - A.M      

Este artigo já foi lido 946 vezes



Lista de artigos publicados pelos alunos    Biblioteca