Este site utiliza cookies. Ao continuar neste site autoriza a sua utilização e concorda com a Política de Privacidade e com a Política para os cookies.
Escola de Magia
Login e aceder à área de aluno
ou
Matricular-se na Escola de Magia
MENU
Entrada > Átrio principal > Átrio > Biblioteca > Textos dos Alunos



Eu vivo a sonhar A A A A

Eu vivo a sonhar, não pensem mal de mim,
Não me castigue pelos meus sonhos,
Sou apenas um pobre homem que vivo no sertão,
Com minhas mãos calejadas e minha pele rachada do sol.
Eu vivo a sonhar e a caminhar,
Pela terra seca do meu nordeste,
Eu busco amor, humildade das pessoas,
Eu preciso de tão pouco para ser feliz!
De casa em casa eu busco esperança,
Estendo minhas mãos calejadas,
De tanto trabalhar e peço um pouco de amor,
Pois quanto mais vale viver a vida assim,
Nas asas do sonho é bom andar com humildade,
À caminha nas terras secas e no meio do chique, chique,
Não é preciso vistos nem uso passaporte
Não tenho limites, para comigo
Se ouço o meu amor, dizer: "Eu vou contigo!”
Ter essa certeza é luz de um novo dia
Vai, meu sertão envolto em fantasia
Dia e noite, noite e dia, meu nordeste
É o cenário da alegria,
É o lugar ideal para amar,
Por isso eu vivo a sonhar,
O dia que o amor e humildade
As pessoas venham compartilhar,
Só assim a flor do mandacaru vai brotar.
Que deixe meu sertão viver e sonhar,
Pois o meu nordeste é o lugar ideal para se amar.

ZAU      

Este artigo já foi lido 1397 vezes



Lista de artigos publicados pelos alunos    Biblioteca