Este site utiliza cookies. Ao continuar neste site autoriza a sua utilização e concorda com a Política de Privacidade e com a Política para os cookies.
Escola de Magia
Login e aceder à área de aluno
ou
Matricular-se na Escola de Magia
MENU
Entrada > Átrio principal > Átrio > Biblioteca > Textos dos Alunos



A alma agonizante A A A A

As vezes sento sobre a pedra
Silencio meu coração
Ora pois, meus sofrimentos,
preciso arrancá-los de meu peito.
Digo tal qual Jesus Cristo na cruz:
"Eli, Eli, lama azavtani"
Meu Pai, porque me abandonas?
Sinto na alma um profundo amargo,
uma decepção grande
Tenho no coração mil espinhos
E agonizo de dor.
Quero a cura! Quem me dará a cura?
Para toda doença tem remédio!
Deito-me no meu leito
Sinto que lá é meu túmulo,
meu quarto é a cova
Fecho os olhos
E todos os meus sonhos adormecem comigo.

ERISLAZULI      

Este artigo já foi lido 1159 vezes



Lista de artigos publicados pelos alunos    Biblioteca