Este site utiliza cookies. Ao continuar neste site autoriza a sua utilização e concorda com a Política de Privacidade e com a Política para os cookies.
Escola de Magia
Login e aceder à área de aluno
ou
Matricular-se na Escola de Magia
MENU
Entrada > Átrio principal > Átrio > Biblioteca > Textos dos Alunos



A lenda do fio vermelho A A A A

Eu estava em casa, com minha avó, e a empregada estava limpando nossa nova cristaleira, enquanto eu preparava uma sopa rápida para o jantar, e minha avó penteava os cabelos dela. Era um dia qualquer, como todos os outros, estava chovendo de leve, mas o Sol ainda batia na janela e fazia doer meus olhos. A empregada era baixa e precisava usar uma escada para limpar toda a cristaleira, acho que ela já havia limpado as xícaras e bules, bom, eu acho pois não vi diferença alguma. Minha avó terminou de embelezar-se e foi até a cozinha me ajudar com a sopa, e eu fui na cristaleira buscar a sopeira de porcelana que a tia Ellen nos deu. Ajudei a arrumar a mesa e colocar os talheres, pratos, copos e potes. Minha avó trouxe-me os guardanapos. A sopa foi servida, eu e minha avó estávamos esperando uma visita, a minha tia Lena. Quando ela chegou, nos sentamos a mesa e a empregada voltou pra casa dela. Comemos a sopa tranquilamente saboreando cada colherada, e comendo os pedacinhos de carne e sentindo o delicioso gosto do tempero. Quando acabamos, minha avó fez um pudim, ela teve dificuldade para desenforma-lo, mas ela conseguiu depois. Acabamos a sobremesa e fomos para a sala de visitas conversar, e de repente acabou a luz! A tia Lena, desesperada foi até a casa dela pra tirar a televisão e eletrodomésticos da tomada, e se despediu. Ficamos só eu e minha avó naquela sala escura. Ela foi buscar uma vela. Quando trouxe, ficamos em silêncio, e depois começamos a contar histórias, ela me disse que ia contar uma lenda que ouviu quando era criança, eu fiquei contente em saber que ia ouvir uma história, pois adorava! Ela então começou a contar... "Essa é uma lenda simples e rápida de contar. Diz ela, que todas as pessoas destinadas a nós no futuro, ou seja, que iremos conhecer ou conhecemos, são ligadas a nós por um fio vermelho, que não é visível a olho humano... Nosso fio vermelho pode ser conectado a muitas pessoas ao mesmo tempo"... Essa era a lenda. Eu gostei da história, e depois fui dormir, lembrando da lenda. Hoje tenho 3 filhos, e todos já eram ligados a mim pelo fio vermelho, conto essa lenda a eles como se fosse a mais normal e verdadeira coisa do mundo. Espero que meu fio vermelho ainda seja ligado a muitas pessoas!

ASSILEM      

Este artigo já foi lido 890 vezes



Lista de artigos publicados pelos alunos    Biblioteca