Este site utiliza cookies. Ao continuar neste site autoriza a sua utilização e concorda com a Política de Privacidade e com a Política para os cookies.
Escola de Magia
Login e aceder à área de aluno
ou
Matricular-se na Escola de Magia
MENU
Entrada > Átrio principal > Átrio > Biblioteca > A face do amor

A face do amor

Em uma bela noite, numa casa linda e em um bairro bem calmo, vivia um casal que tinha um filho de apenas seis anos de idade, eles no entanto eram felizes.Marcelo e Lisa estavam na sala conversando sobre "como foi o dia deles" e Lucas estava no quarto dormindo como um anjo.

-Lisa como foi seu dia hoje?
-Foi ótimo meu amor, melhor ainda com você ao meu lado, e o seu?
-Bom.Sabe cada vez que eu olho para você, eu fico mais apaixonado.

Naquele momento eles tiveram reflexo de um flash, ficaram confusos, mas não viram ninguém então voltaram ao assunto.

-Sério amor? Por quê?
-Porque cada dia que passa eu não consigo viver sem você!

Lisa naquele momento ficou emocionada.

-Porque esta chorando amor?

Lisa com uma voz tremula respondeu...

-Não é nada amor, é que agora que você me falou isso me passou pela cabeça que talvez eu não mereça seu amor.
-Para com isso Lisa, você e eu sabemos muito bem que nos amamos, e muito.
-É...Você me ama de verdade.
-Claro, como nunca amei ninguém em toda a minha vida.

Lisa abaixou sua cabeça e ficou em silêncio por um tempo, então Marcelo lhe fez uma pergunta com lagrimas nos olhos...

-Não está se sentindo bem lisa? O que aconteceu?
-Nada Marcelo vamos dormir, eu preciso ir porque amanhã tenho que acordar cedo, você sabe porquê!?
-É eu sei, nós temos que trabalhar, vamos então.
-Vamos sim, mas antes vou no quarto do Lucas para ver nosso anjinho.
-Ta bom, te espero no quarto.

Lisa foi até o quarto de Lucas, e com um olhar de tristeza nos olhos disse:

-Meu anjo, não queria te deixar triste, mas tudo que fiz foi pensando no seu futuro meu lindo, que Deus proteja você e seu pai.

E Lisa deu um beijo em seu filho e foi para seu quarto dormir.Ela se deitou ao lado de Marcelo e o abraçou com muito amor. Marcelo fica sem entender.

-O que foi meu amor?
-Não fale nada Marcelo, apenas deixe eu te abraçar por favor.

E passaram a noite toda abraçados.No dia seguinte Lisa saiu bem cedo de casa sem avisar Marcelo, quando ele acordou deu falta dela e procurou ela por toda casa.

-Lisa? Lisa? Lisa? Onde será que ela foi? Será que ela saiu sem me avisar? Que estranho.

Marcelo foi ver o Lucas no quarto dele para ver como seu filho estava.E encontrou o Lucas dormindo ainda.

-Lucas está na hora de acordar rapaz, vamos tomar café da manhã e vamos sair pra comprar um presente para mamãe, afinal hoje é o dia do aniversário dela, vamos lá comprar o presente da mamãe?
-Vamos papai.
-Então vamos.

Marcelo saiu com Lucas pra comprar um presente para Lisa e fazer uma festa à ela.

-Bom dia Marcelo! Bom dia Lucas!
-Bom dia Sr.João! Fala com Sr.João Lucas.
-Bom dia Sr João.
-Ai essas crianças de hoje em dia.

Sr.João deu algumas risadas junto com Marcelo.

-Sr João preciso de alguns acessórios, quero fazer uma festinha para Lisa, quanto esta seu pacote de festas?
-Está R$:200, mas como vocês são amigos deixo por R$:100.
-Ata sei...

E Marcelo dar uma risadinha.

-Quanto tempo vai levar para entregar lá em casa?
-Daqui umas duas horas ta bom pra você?
-Está ótimo, tchau.
-Tchau Marcelo.
-Tchau Sr João.
-Tchau pequeno homem-aranha.

E Lucas dar uma risada.Logo na saída da loja Marcelo vê num cartaz em frente à loja escrito "Pacote de festas apenas R$:100" Marcelo diz ironicamente:

-Amigos?Sei bem disso.

Marcelo vai à uma joalheria e decide comprar um belo colar para Lisa.

-Vou comprar esse ta bom?

Depois de comprar o colar Marcelo vai para à casa com Lucas preparar à festa para Lisa antes dela chegar.Depois de algumas horas com a festa já pronta, Marcelo e Lucas começam á sentir falta de Lisa.

-Meu Deus, Lisa está demorando muito, o que será que aconteceu? Estou preocupado.
-Papai quero á mamãe.
-Calma Lucas ela já vai chegar ta bom? Enquanto isso vai lá comer o chocolate que sua mãe deixou preparado pra nós dois, mas vai logo se não eu vou comer primeiro.
-Não, eu vou comer primeiro.

E Lucas corre para cozinha comer o chocolate com um sorriso no rosto, já Marcelo senti no mesmo momento uma dor no peito e senta-se no sofá, com a mão no peito.

-Nossa que pressentimento horrível, uma dor no peito sem explicação.

Naquele momento a campainha toca e Marcelo vai atender, era um policial que é amigo de Marcelo.

-Nossa demorou Li..., o que faz aqui Rick?
-Marcelo tenho uma péssima noticia pra te dar.
-O que é?
-Preciso que você seja forte.
-Quer falar logo você esta me deixando irritado.
-É a Lisa.
-O que tem a Lisa?
-Ela sofreu um acidente e morreu.

Nesse mesmo momento o copo de leite que estava na mão de Lucas caiu no chão e quebrou, nos olhos de Marcelo cheio de lagrimas, começaram á escorrer pelo seu rosto como se nunca tivesse fim.Marcelo inconformado começou a gritar pelo nome de Lisa.

-Lisa?Lisa?Lisa?Não pode ser, isso não é verdade, isso não aconteceu.
-Infelizmente aconteceu Marcelo.
-Onde ela está?
-No momento ela esta em um hospital daqui, depois da terceira rua, o acidente aconteceu na rua principal.
-Papai o que aconteceu com a mamãe?

Marcelo deu um abraço em Lucas e disse:

-Filho tudo vai ficar bem ta bom?Nós vamos lá ver sua mãe, tudo vai ficar bem.
-Vamos Marcelo?
-Vamos Rick, vem Lucas.

Rick levou Marcelo e Lucas ate o hospital onde Lisa estava.Quando eles chegaram lá o corpo de Lisa estava numa sala fechada e neutra.Marcelo entrou naquela sala com a mão na boca e com os olhos cheio de lagrimas inconformado.Pôs as mãos no corpo de Lisa e começou a chorar.

-Não Lisa, por que isso aconteceu?Por que você nos deixou Lisa?O que aconteceu?Eu te amo meu amor não me abandone, por favor.

Lucas entrou, olhou para mãe, ficou em um canto do quarto e começou a chorar, Marcelo viu Lucas e o abraçou.Algumas horas depois eles saíram da sala e foram para casa.

-Papai, mamãe não vai mais voltar?Pra onde ela foi?O que aconteceu?
-Lucas você tem que saber uma coisa, quando uma pessoa morre, ela não volta mais, então sua mãe não vai mais voltar.
-Papai como eu vou conseguir viver sem á mamãe?
-Fica calmo ta?Eu estou aqui com você, nada de ruim vai acontecer, ta bom?Agora vai dormir está muito tarde.Me dá um beijo e vai pra cama.
-Ta bom.

Quando Lucas estava quase entrando em seu quarto, ele voltou correndo abraçou o pai.

-O que foi meu filho?
-Eu te amo pai, me promete que nunca vai me deixar?
-Eu prometo, e também te amo muito viu?

Então Lucas foi dormir e Marcelo se deitou em sua cama.

Naquela noite a campainha tocou e Marcelo foi atender, era o Rick.

-Oi amigo como você está?
-Oi Rick entre.
-Como está o Lucas?
-Está dormindo, coitado isso é muita coisa pra cabecinha dele, ele é um garoto muito forte, não sei como ele suportou tudo isso.
-Coitado, eu sei que está muito cedo pra isso, mas assim que você saiu uma amiga de Lisa foi lá no hospital, mas você já tinha ido, ela pediu que eu te avisasse que Lisa deixou uma coisa muito valiosa no banco,ela disse que Lisa dizia que ia morrer , mas a tal coisa valiosa quem só podia tirar era só o Lucas, ela disse que o Lucas tinha a senha.
-Mas quem é essa amiga dela?
-É uma tal de Susana conhece?
-Susana?Acho que era a amiga de escola dela, ela mora perto da escola do Lucas, amanhã vou na casa dela, ela deve está em casa, é sábado.Só de imaginar que ela morreu pensando que eu ia trabalhar.
-E não foi?
-Não, estou de folga e nem levei o Lucas à escola hoje.Eu disse á ela que ia trabalhar hoje.
-Ah, mas por quê?
-Olha em volta?
-Entendi...Festa surpresa?
-Pois é.
-Bom já vou, ate amanhã cara, vê se descansa.
-Ta pode deixar.
-Eu lamento.
-Obrigado, tchau.
-Boa noite

Lucas estava no seu quarto, quando começou a sonhar com sua mãe dizendo algumas coisas pra ele.

-Lucas não esqueça sobre o que eu te falei, diga pro seu pai, não esqueça.
-Do que mamãe?
-Lembra meu filho, por favor lembra.

Então Lucas acordou muito assustado.assim que Marcelo se deitou, Lucas corre para o quarto dele com muito medo.

-Papai, Papai me deixa dormir com você por favor?
-O que aconteceu Lucas?
-Tive um pesadelo.
-Pesadelo?Lucas não minta, você já cansou de ter pesadelos e nunca veio dormir aqui.Me diz á verdade.
-É á verdade pai, me deixa dormir aqui?
-Ta bom, mas amanhã você vai me contar esse historia direitinho.
-Boa noite papai.
-Boa noite Lucas.

No dia seguinte Marcelo acordou Lucas para tomar café da manhã e estava disposto para ir ate á casa de Susana.

-Lucas acorda vamos tomar café da manhã.
-Então Lucas me conta o que aconteceu ontem, não era um pesadelo?
-Não papai. Era a mamãe.
-Lisa?o que tem ela?
-Ela disse que eu tinha que lembrar de uma coisa que ela me disse.
-E o que ela te disse?
-Não lembro papai.
-Droga, e agora?
-O que vai fazer?
-Vou sair você vai ficar na casa do Rick ta bom?
-Ta.

Marcelo foi ate á casa de Rick, para deixar Lucas.

-Rick?
-Oi Marcelo como vai?
-Bem, preciso de sua ajuda.
-O que é?
-Poderia ficar com o Lucas, eu vou ate a casa da Susana.
-Olha Marcelo eu vou trabalhar, mas minha esposa pode ficar com ele, pode Ângela?
-Claro eu adoro crianças, mas esse idiota não quer nada, nem gol ele esta fazendo mais.

Marcelo rir junto com Ângela.

-Ta bom, então prometo não demorar, ate mais, não vou demorar ta bom Lucas?
-Ta, tchau papai.

Marcelo foi ate casa de Susana, para saber melhor sobre o que tinha no banco.

-Susana?Está em casa?
-Oi Marcelo, lamento.
-Obrigado, eu fiquei sabendo sobre o que você falou com meu amigo sobre algo precioso no banco.
-Há nem era para eu ter dito isso.
-Por quê?
-Olha Marcelo a minha melhor amiga morreu, eu não posso contar nada sobre o que aconteceu com ela, a única coisa que posso dizer é que a Lisa deixou uma coisa muito valiosa no banco para o filho dela, e só ele pode tirar isso de lá.
-Mas como?
-Ela disse que conversou sobre isso com o filho dela, ele deve saber.
-Acho que ele esqueceu.
-Então esquece, é só com uma frase que ele consegue tirar aquilo de lá.
-Mas o que é?
-Eu também não sei, mas é uma coisa que pode mudar o futuro do seu filho!

Então Marcelo estava indo embora quando ele teve um reflexo de um flash, e lembrou naquela noite quando estava conversando com Lisa, mas Quando ele olhou viu só um cara de casaco preto, achou estranho, mas não deu muita importância.Ele foi buscar o Lucas na casa de Rick para planejar o enterro de Lisa.

-Lucas?
-Oi papai vamos ?
-Vamos.
-Obrigado viu Ângela.
-Foi um prazer cuidar dele, ele é um anjo, tchau.
-tchau.

Eles foram a uma funerária, comprou o caixão e então enterraram Lisa.quando acabou o enterro Marcelo teve mais um reflexo de mais um flash, então quando ele olha viu o mesmo cara de casaco preto, ele pediu a tia de Lucas para leva-lo pra casa.

-Elizabete leva o Lucas pra casa por favor.
-Claro Marcelo.
-Obrigado.

Foi então que Marcelo correu atrás daquele homem, correu com tanta velocidade que conseguiu alcançar o homem, Marcelo empurrou o homem e lhe fez muitas perguntas.

-Por que você anda tirando minha foto?Para que?Pra quem?
-Calma sou apenas fotografo e jornalista.
-Então por que tirou minha foto, eu não sou famoso.
-Mas sua esposa era.

Marcelo com um olhar de raiva perguntou.

-O que você disse?
-É, sua esposa era amante de um dos bandidos mais ricos de todo esse país,Jorge Canore.
-Você não sabe o que está dizendo.
-Sei sim e tenho ate como provar.
-Como?
-Passo hoje a noite lá na sua casa.
-Você sabe onde eu moro?
-Sei, eu tirei foto de vocês na quinta-feira.
-Há... Então foi você... O flash que nós vimos, vou te esperar, mas se você não aparecer...
-Olha a situação que você e o seu filho está, você não tem moral para ameaçar ninguém.

Então o fotografo foi embora.Marcelo foi para casa com aquilo na cabeça.

-Lisa me traindo?Isso é impossível, nunca imaginei ela me traindo, só pode ser mentira desse cara tenho certeza.

Quando chegou em casa.

-Elizabete o Lucas pode dormir na sua casa hoje?Porque eu tive um dia cheio.
-Claro, vamos Lucas?
-Vamos tia, tchau pai
-tchau filho.

Anoiteceu e então o fotografo chegou. A campainha toca e Marcelo atende.

-Então cadê as provas?
-Calma, posso entrar?
-Entre mas mostra logo, cadê as provas?
-Estão aqui, tudo que eu te falei é verdade, sua mulher era amante do Jorge Canore.

O fotografo deu na mão de Marcelo um envelope com fotos de Lisa com Jorge Canore.

Marcelo com Lagrimas nos olhos diz:

-Não pode ser, como Lisa foi capaz de fazer isso comigo, por quê?
-Agora você vai ter que fugir muito, talvez ate sair do País.
-Por que?
-Esse bandido quer matar seu filho.
-O Lucas?Por quê?Ele é só uma criança.
-Espero que você esteja preparado, porque vou lhe contar tudo que aconteceu.Como eu sou fotografo e jornalista eu investigo a vida de Jorge Canore, porque ele é um dos piores bandidos dessa região, talvez o mais rico do país,então tudo que é relacionado á ele, é importante para o meu Jornal.
-Mas o que a Lisa tinha á ver com isso?
-Como eu tinha dito antes sua esposa era amante dele, então como ele é muito rico, sua esposa não sei como,mas fez ele assinar um papel?
-O que dizia nesse papel?
-Dizia que a peça mais valiosa de Jorge, era passado para o nome de Lucas Adellar.
-Ele é meu filho.
-Então depois de Jorge assinar o papel ela guardou no banco,foi então que um dos capangas de Jorge o avisou, alertando ele que ele tinha que ler o papel antes de assinar, Jorge ficou perturbado com isso, então ele tinha pensado que já era tarde demais para saber o que tinha escrito naquele papel, mas um dos capangas dele disse que todo papel antes de chegar á ele passa por copia, então esse capanga disse que tinha a copia do papel, Jorge mandou pegar e leu o que tinha no papel, no mesmo momento Jorge ficou com tanta raiva que queria mata-la,foi então que ele saiu rapidamente á sua procura.
-Impossível, Lisa morreu com um acidente.
-Ai que você se engana, Lisa não morreu com o acidente, Jorge a matou, Ele fez com que parecesse um acidente, e deu certo.

Marcelo ficou com muita raiva, e ao mesmo tempo triste, e chorou como se o mundo tivesse acabado para ele.

-Agora não tem que chorar, você tem que salvar a sua vida e a de seu filho, porque a essa hora ele já deve estar procurando seu filho feito louco.
-Mas para onde eu vou?
-Eu não tenho para onde ir.
-Amanhã eu passo aqui e dou uma boa quantia em dinheiro para você e seu filho saírem do país.
-Ta, mas... eu nem sei como lhe agradecer.
-Me agradece fugindo com seu filho, agora tenho que ir, ate amanhã.
-Tchau.

Marcelo não conseguiu dormir, pensando em tudo que ouviu do fotografo.
Amanhece e a campainha toca, ele atende, era Elizabete com Lucas.

-Marcelo o Lucas quer ficar com você, então eu trouxe ele ta bom?
-Ta ótimo, Obrigado.
-Tchau.
-Papai como você esta?
-Bem Lucas, mas temos que mudar.
-Vamos pra onde?
-Não sei, mas é para muito longe.
-Eu não quero sair daqui.
-Eu também não, mas precisamos.

A campainha toca, era o fotografo, e assim que Marcelo abre a porta ele entra na casa com muita presa e bastante assustado.

-Marcelo, o Jorge e os capangas dele descobriram onde você mora, eles sem dúvida iram passar aqui, eu sei que essa não é a hora de se apresentar, mas me chamo Jean.Essa não, o menino esta aqui? Eles vão mata-lo.
-O que fazemos?
-Você tem algum lugar pra se esconder?
-No porão.
-Então vamos lá, e rápido.

Naquele momento a campainha toca e muitas batidas fortes na porta.

- Abram a porta eu sei que vocês estam ai, se não eu vou derrubar essa porta e acabar com vocês!

Então eles arrombam a porta e começam a procurar Marcelo e Lucas pela casa toda, enquanto Marcelo, Lucas e o Jean (fotografo), estavam no porão, e eles escutaram os homens falando.

-Aqui deve ser o porão, eles só podem estar aqui!Jean fica apavorado, e Marcelo abraço Lucas com os olhos fechados.
-O que fazemos Marcelo?
-Antes que eles derrubam a porta, vamos quebrar a janela e fugir daqui.

Então os bandidos ouvem o vidro quebrando.

-Tem gente lá em baixou, vamos logo arrombar essa porta e pegar esse garoto.

Então Lucas passa primeiro pela janela, depois Jean e por ultimo Marcelo, quando ele estava quase saindo, um dos bandidos segurou o pé de Marcelo, esse bandido tenta puxa-lo para dentro, mas ele dá um chute no nariz desse bandido, que larga a perna dele.

-Rápido Marcelo temos que correr muito para conseguir fugir daqui.

E eles correram com muita rapidez, Marcelo com Lucas no colo, e atrás deles um dois bandidos começam á atirar neles, alguns dos tiros acertam perdidamente em pessoas inocentes que estavam naquele momento na rua.

-Atira nesse menino. Nossa como você é ruim de mira.

Marcelo, Jean e Lucas viram a rua desesperados, Jorge atirou na cabeça de um dos bandidos, porque ele não tinha conseguido atirar em Lucas.Eles entram no carro e começam á perseguir Marcelo, Jean e Lucas.

Marcelo, Jean e Lucas entram numa rua sem saída, para se esconder dos bandidos. O carro dos bandidos passam na rua direto e não ver os vêem.

-Eles já foram, e agora pra onde nós vamos?
-Agora eu não sei...Deixei o dinheiro lá na sua casa.
-Vamos voltar lá rápido para poder pegar o dinheiro.
-Pode ser, mas se um dos capangas de Jorge estiver lá?
-Temos que arriscar.
-Papai estou com medo.
-Calma Lucas não vai acontecer nada com você ta bom?

Então eles estavam voltando para casa de Marcelo, mas chegando lá eles viram dois dos capangas de Jorge na porta deles.

-Viu eu disse, olha lá os capanga do Jorge.
-Agora eu não sei o que vou fazer.
-Bom, vocês vão ter que ir para minha casa, vocês podem ficar lá ate eu conseguir o dinheiro para vocês saírem do país, porque agora eu estou sem dinheiro Algum.
-Porque você está nos ajudando?Você não me conhece direito.
-Eu sei, mas não posso deixar isso acontecer com vocês, iria viver com isso na cabeça.Agora aceita minha ajuda.

Então eles foram para casa de Jean.Chegando lá, a casa de Jean estava completamente bagunçada.

-Nossa o que será que aconteceu aqui?
-Foi o os capangas do Jorge, tenho certeza.
-Eles acabaram com minhas roupas.

Naquele momento, Jorge e seus capangas apareceram cercando os três.

-Sabia, eles estavam escondidos Jean.

Naquele momento Lucas gritou e abraçou seu pai.

-Pai to com medo.
-É, fugiram, mas não puderam se esconder.

Jorge ficou dando muitas gargalhadas.

-Agora eu vou acabar com vocês,não melhor, vou matar esse jornalista e a culpa vai ser sua.
-Como assim?Você mata minha mulher, acaba com minha vida, ainda quer matar meu filho e me por na cadeia.
-É eu já chamei a policia, eles já estão vindo e antes deles chegarem quero esse jornalista morto.

Jorge fingiu que deixou cair uma arma, então nesse mesmo momento Marcelo pegou essa arma.

-E agora?Vocês vão sair da nossa frente, e vai deixar nós irmos embora.
-Não vamos não.
-Você esta louco?Ele vai atirar em você, e parece que quem vai morrer não sou eu e sim você.
-Atire, pode atirar, não tem bala, foi um plano.

Marcelo atirou, mas realmente não tinha bala.E Jorge pegou outra arma e atirou em Jean, Marcelo e Lucas ficaram assustados,então os capangas de Jorge seguraram o Marcelo, e Jorge pegou Lucas.Lucas ficou gritando apavorado, e o levou para dentro do carro, os capangas bateu em Marcelo. Marcelo ficou deitado no chão com muita dor e com lagrimas escorrendo por todo seu rosto.Os bandidos foram embora, assim chegaram os policiais e viram Jean morto e Marcelo no chão, então levaram Marcelo preso.No carro dos bandidos, Lucas estava chorando.

-Não chore garoto, ainda não te matei, sabe por quê? Porque você é meu filho e não filho daquele idiota.
-Mentira você não é meu pai.
-Estou pensando em jogar você em um lago, pare esse carro aqui, jogue o garoto no lago atrás daquele mato ali, vai logo.

Então um dos capangas de Jorge levou o garoto, e Lucas ficou chorando.

-Olha garoto cala a boca, eu vou deixar você fugir, mas para isso você precisa ficar quieto, agora vai embora anda.

Aquele capanga entrou no carro.

-Então acabou com o garoto?
-Sim senhor.

Os bandidos foram embora e Lucas andando na estrada, sozinho e triste, até que apareceu uma mulher na estrada e viu ele.

-Oi, o que você esta fazendo aqui nessa estrada sozinho?
-Quero meu pai.
-Mas quem é seu pai?O que aconteceu?Você deve está com fome, vem comigo eu trabalho em um orfanato, você come e descansa lá ta bom?
-Ta.

Então no orfanato Lucas contou o que tinha acontecido para Julia (a mulher que achou Lucas). Na prisão Marcelo foi acusado de ter matado Jean.

-Eu não matei o Jean.
-Então como suas digitais foram parar naquela arma.
-Foi um plano dos banidos.
-Que bandidos?Você está louco, recebemos uma denuncia afirmando que um homem iria matar outro, e matou, leve ele para a cela.

Marcelo ficou gritando que precisa pegar seu filho na mão dos bandidos.

-Me larguem, eles vão matar meu filho, eu preciso correr atrás daqueles bandidos, me larguem.

Ele ficou preso.Os bandidos estavam assistindo TV quando viu uma reportagem sobre uma mulher falando que tinha encontrado um garoto de seis anos de idade que estava perdido, então mostro a foto de Lucas na TV.

-Você não matou a menino?
-Eu...

E Jorge deu um tiro no capanga dele.

-Agora Tenho que ir ate aquele orfanato.

Chegando lá no orfanato viu Lucas brincando, Lucas viu ele e começou a correr, Jorge começou a correr atrás de Lucas enquanto os capangas estavam no carro, Julia Encontrou o carro que estava em frente ao orfanato, achou estranho e chamou a policia, ela entrou no orfanato para ver como o Lucas estava.Lucas entrou em uma das salas do orfanato e Jorge entrou também, então Jorge começou á enforcar Lucas.

-E agora garoto?Você me deu trabalho, mas eu vou acabar com você agora.

Lucas já estava sem força, naquele momento Julia quebrou um jarro na cabeça de Jorge, e ele desmaiou, ela pegou Lucas e o levou para fora da sala.

-Está bem?

Os policiais entraram na sala, viram Jorge e levou ele e seus capangas para a prisão.

-Tem muitos anos que eu quero prender esse cara, ele é o pior bandido do país.

Lucas ficou muito assustado com o que aconteceu, e com dor no pescoço.

-Eu quero meu pai, quero ficar com ele.
-Calma Lucas você vai ver ele, mas antes precisamos alertar os policias sobre o que aconteceu, para que seu pai seja livre, mas também não basta só dizer, temos que ter provas também.
-Mas...
-Meu anjo, eu vou dar um jeito ta bom?Não sei como, mas deve ter alguma solução.

Na prisão, Marcelo como tinha entrado pouco tempo lá, alguns prisioneiros queria que ele trabalhasse com eles.

-Ai, quero que você fique trabalhando comigo.
-Fazendo o que?
-Levando recados para os superiores e buscando algumas coisas importantes.
-Não, me desculpe eu não quero me envolver com drogas.
-Você esta maluco?Você sabe que pode se dar mal aqui, não sabe?
-Sei sim, mas não quero me envolver com isso.
-Ai pessoal, alguém aqui está discordando, acho que ele quer conhecer a força de nossas mãos.
-Olha cara, eu não quero confusão.
-É, mas parece que já conseguiu uma.

Os prisioneiros se sentiram ofendidos com o que Marcelo falou, e começaram a agredi-lo, ele ficou muito machucado, com muitos ferimentos.Marcelo não estava mais suportando ficar longe de Lucas, ficava chamando o nome do Lucas, em sua voz sons de choro.

-Lucas, onde você está meu filho? Lucas...Lucas...Lucas...

Naquele momento, Jorge e seus capangas chegaram na prisão, Marcelo viu eles e ficou muito preocupado com Lucas, pensando que eles tinham sumido com Lucas.

-Ai meu Deus o que eles fizeram com meu filho.

Jorge olhou nos olhos de Marcelo com um olhar cheio de ódio, e foi para a cela dele.Quando Marcelo foi para sua cela, viu que acabou ficando junto com um dos capangas de Jorge, e ele com muita raiva, foi logo o agredindo.

-Não acredito, você vai ficar na mesma cela que a minha?O que vocês fizeram com meu filho?
-Calma, não fizemos nada com seu filho.
-Como assim?Deixaram meu filho onde?
-Eu queria sim sumir com seu filho, só que meu melhor amigo deixou seu filho fugir, e Jorge acabou o matando, e isso me deu muita raiva, foi até bom eu estar nesta cela com você, vou poder te ajudar.
-Como assim me ajudar?
-O Jorge vai querer sumir com você, então eu posso evitar isso.
-Mas por que você quer me ajudar?
-Para vingar a morte do meu melhor amigo.
-Mas onde deixaram meu filho?
-Relaxa, apareceu um anuncio na TV sobre seu filho, ele esta em um orfanato.
-Como ele foi parar lá?
-Não sei, mas que ele está lá, ele está, nós fomos lá, Jorge tentou pegar ele.
-Que droga, mas como ele esta?
-Está ótimo, uma mulher ajudou seu filho.
-Mas como eu vou sair daqui?
-Lembra que disse á você que posso lhe ajudar?
-Lembro.
-Pois é, na hora em que vocês estavam encurralados na casa do seu amigo, eu gravei tudo o que aconteceu.
-E onde está essa gravação?
-Está aqui comigo, eu consegui esconder sem ninguém perceber.
-Mas porque você gravou o que aconteceu se você não sabia que seu amigo ia morrer?
-Eu e meu amigo íamos querer dar um golpe no Jorge, pra poder ficar com uma grande quantia da grana dele.
-Então me passa essa gravação para provar a minha inocência.
-Calma, não é assim, você também vai ter que me ajudar.
-Como eu vou te ajudar?
-Quero me vingar do Jorge e você vai ter que me ajudar.
-Como eu vou fazer isso?
-Você vai ter que ficar andando por ai, porque quando ele vê você ele vai querer pegar você, então você vai para algum lugar onde eu estarei escondido e acabamos com ele.
-Eu não quero me envolver em um assassinato.
-Para sair daqui você vai ter que me ajudar se não você que vai sumir.

Julia com Lucas foi para delegacia para avisar ao delegado que Marcelo é inocente, Lucas contou toda historia ao delegado, mas não tinha como provar.

-Sr.Delegado o Marcelo é inocente.
-É meu pai não é bandido.
-Acredite, tudo que o Lucas disse é verdade.
-É, pode ate ser verdade, mas cadê as provas?É preciso provar para que seu pai seja solto, lamento muito, mas não posso fazer nada.
-Então deixa eu ver meu pai moço por favor?
-Não, seu pai ainda não pode receber visitas, ainda mais de crianças.
-Mas eu sou adulta, eu posso vê-lo.
-Pode sim, mas não hoje, amanhã você volta sem o garoto.
-Ta bom, obrigado Sr.Delegado.
-Nada Senhorita.

No dia seguinte Julia foi ata a prisão visitar Marcelo.Então foram buscar Marcelo da cela.

-Você tem visita.
-De quem?
-É uma mulher, sua esposa?

Marcelo abaixou a cabeça e saiu da cela sem responder nada.

-É por ali.
-Obrigado.

Marcelo ficou confuso, porque nunca tinha visto aquela mulher na vida.

-Quem é você?
-Sou Julia, prazer, sou a mulher que está com seu filho.

No mesmo momento ele se levantou da cadeira e começou a perguntar sobre Lucas com uma ansiedade incontrolável e com os olhos brilhando de lágrimas.

-Como está meu filho?Onde ele está?
-Calma ele está comigo na minha casa, eu tirei ele do orfanato onde eu trabalho. E agora também eu vou ter que dar satisfações à diretora do orfanato, porque não posso tirar nenhuma criança de lá.
-Onde você o encontrou?
-Ele estava andando na estrada sozinho, triste, chorando, falando que queria o pai, então eu levei ele para o orfanato, pra ele poder se alimentar e descansar um pouco, porque acho que ele andou muito.

Marcelo com lágrimas caindo dos olhos,começou a fazer perguntas.

-Como ele está?Está bem?Ele está dormindo bem?Comendo direitinho?
-Fica relaxado, ele está ótimo lá em casa, deixei ele com a minha irmã.
-Ah que bom, assim fico despreocupado, muito obrigado moça eu...
-Julia, meu nome é Julia.
-É, Julia, muito obrigado por tudo que você esta fazendo por mim e pelo meu filho, nem sei como lhe agradecer, desculpe está lhe incomodando.
-De jeito algum, o Lucas não me estressa em nada, ele é um ótimo menino.
-Obrigado de novo, me chamo...
-Marcelo, eu já sei, seu filho me contou sobre você e sobre tudo que aconteceu.
-Pois é, ele é muito novo pra ver essas coisas acontecer, ainda mais com a mãe dele.
-É verdade, mas porque esses bandidos estão querendo matar vocês?
-Minha mulher, ela me traia com esse tal de Jorge.
-Ah lamento, mas acho que isso não levaria uma pessoa querer matar uma criança.
-Claro que não, é que minha mulher fez ele assinar um papel em que todo o dinheiro dele iria para as mãos do Lucas.
-Mas será que ela não sabia que esse dinheiro é ilegal, provavelmente se esse dinheiro fosse liberado, iria ficar preso na delegacia, porque trata-se de um dinheiro ilegal.
-Tenho certeza que ela sabia, certamente esse dinheiro não é ilegal.
-Claro que é, ele é um bandido.
-Não digo do dinheiro dele, mas alguma outra coisa que seja bastante valiosa.
-Mas o que?
-Não sei, mas vou descobrir.
-Espero que sim,Bem já vou indo.
-Muito obrigado mesmo Julia pelo que você está fazendo por nós.
-Não se preocupe, eu estou nessa com vocês.
-Não,não, nada disso, não se envolva nisso por favor, é muito perigoso.
-Agora mais do que nunca estou nessa com vocês, eu ajudei vocês, também estou envolvida, se vocês morrerem eu também morro, então prefiro morrer ajudando vocês e também o Lucas é um garoto encantador tchau Marcelo.
-Tchau.

Marcelo saiu daquela sala muito confuso, e meio triste, se sentindo culpado pelo que Julia tinha falado.

Marcelo chegando para a cela dele ele começou a fazer perguntas para o capanga de Jorge que estava na sala dele.

-Me responde uma coisa, o Jorge não tem só o dinheiro ilegal que ele ganha nos crimes certo?
-Certo.
-Mas todos dizem que ele é um homem muito rico certo?
-Certo,mas onde você quer chegar?
-Minha mulher não ia se sujar com dinheiro ilegal.
-Sei lá, talvez ela era tão ambiciosa quanto burro.

Naquele momento Marcelo empurrou o Gabriel (O capanga que estava cela com ele) na parede e ficou apertando o pescoço dele.

-Você lava sua boca antes de falar da minha mulher, você não sabe o que ela deve ter sofrido.
-Me larga cara, sua mulher te engana e eu que sou o culpado?

Marcelo larga Gabriel.

-Olha realmente eu nunca vi um homem defender a mulher, sabendo que ela o traia.
-Para de falar essas coisas.
-Tem razão, isso não vai me levar à nada.
-Mas por favor, me diz o que mais que o Jorge tem?
-Bem Jorge tem várias empresas, comércios tudo ilegal claro, só que antes de Jorge ser um bandido, ele já foi um pintor, ele fez um pintura, que ficou conhecida por todo o mundo, essa pintura, tinha algo a ver com rosto...coração...sangue...amor...sei lá, essas baboseiras todas, eu sabia ate o nome dessa pintura, só que esqueci, então essa coisa foi, não só foi, como é muito importante para todos os museus e casa de artes do mundo, e essa pintura vale muito mais de U$:300.000.000.000.000 e essa pintura é a única coisa que ele tem, que não é ilegal, muito pelo contrário, o dono tem até que vender para a casa de arte, porque é uma peça muito valiosa para o museu, Então Jorge não quis vender essa pintura, então foi que ele escondeu a pintura na casa da esposa dele.
-E onde fica a casa da esposa dele?
-Fica em frente a uma praia, na cidade de Ilhados, mas cara sua mulher realmente foi burra de ter morrido por um dinheiro ilegal.
-Sabia, eu sabia que Lisa não era tão burra a ponto disso.
-Como assim?
-Deixa pra lá, esquece.

Então quando Julia chegou em casa, viu sua casa toda bagunçada, tudo completamente fora do lugar, então ela ficou feito louca procurando por Lucas e pela irmã dela.

-Lucas?Roberta?Lucas?Roberta?Lu...

Quando ela entrou no banheiro dela, ela viu a irmã dela morta no chão. Julia deu um grande grito, e ficou gritando até aparecer os visinhos dela, e então chamaram a policia. Julia estava chorando muito sentada no sofá quando ela viu um bilhete em cima da mesa da sala, ela pegou e leu, e falava sobre onde Lucas estava.

-O que é isso ?"O garoto está em perigo, faz o pai do menino dizer qual a senha para liberar o papel no banco se não ele morre, ele está conosco na antiga empresa de bebidas depois da cidade de Cântaros, não leve a policia ou o garoto morre".

Julia ficou apavorada, e com medo do que podia acontecer, ela escondeu o bilhete e foi direto para a delegacia pra falar com Marcelo.Chegando lá ela pediu pra falar com Marcelo.

-Por favor delegado, eu preciso muito falar com Marcelo é urgente.
-Lamento, mas o horário de visita acabou e a senhorita veio aqui antes.
-Eu sei, mas é muito importante.
-Lamento amanhã eles vão para o presídio da cidade e lá visitas só uma vez por mês.
-Tudo bem, Obrigada.

Julia ficou sentada numa praça próximo à delegacia, ela chorava muito pela morte de sua irmã, e pensando em Lucas.E então Julia foi ajeitar o enterro de Roberta que era sua irmã.No dia seguinte Marcelo foi indiciado.

-Então senhor Marcelo em qual vem ao caso de você querer suicidar uma outra pessoa?
-Eu não matei o Jean, foi tudo um plano deles.
-Deles quem?
-O Jorge e os capangas deles!
-Suas digitais foram parar na arma feito mágica?
-Não eu pus a mão na arma, mas...
-Então está explicado, está declarado culpado.
-Não por favor, eu estou falando a verdade.
-Levem o.

Marcelo foi para o presídio junto com os outros presos.Jorge Canore estava com bastante raiva de Marcelo, porque ele ainda não tinha pego ele.Julia depois de ir ao enterro de sua irmã, ela foi diretamente falar com Marcelo no presídio onde ele se encontrava.

-Marcelo visita pra você, começou bem, chegou depois das ultimas 5 horas já tem visita.
-Quem é?
-Uma mulher, melhor ir.

Marcelo entrou na sala de visita com um sorriso discreto, ansioso para dizer á Julia o que tinha descoberto.

-Julia, que bom que você veio aqui, eu descobri uma coisa muito importante.
-É eu também tenho uma coisa pra lhe dizer, mas fale primeiro.
-Lembra que eu disse pra você que Lisa não ia se sujar com dinheiro ilegal?
-Lembro sim.
-Então ela não quis que Lucas fosse dono de todo o dinheiro ilegal dele.
-Não?
-Não, esse Jorge antes de ser um bandido, ele era pintor e ele tinha feito uma pintura muito valiosa, e importante para as casas de artes e museus de todo o mundo, então ele seria forçado a vender essa peça tão valiosa, e essa pintura vale muito dinheiro, mudaria a vida do Lucas, não só dele, dos filhos, netos e toda a geração da família dele, e essa pintura não é ilegal.
-E você sabe onde está essa pintura?
-Sei, está na casa da esposa do Jorge, mas porque está com esse rosto triste?
-Ah Marcelo, eu cheguei lá em casa e estava tudo bagunçado, quando entrei no banheiro minha irmã estava morta.
-Meu Deus, e o Lucas?
-Eles levaram o Lucas com eles.

Marcelo naquele momento ficou muito agitado, feito um louco.

-Eles deixaram um bilhete falando sobre onde o Lucas está, tome leia.

E no momento em que Marcelo estava lendo o bilhete caia lágrimas em seus olhos.

-Marcelo eu irei lá.
-Mas será muito perigoso pra você.
-Eu vou, eu não quero que Lucas sofra uma coisa horrível que esses bandidos podem fazer com ele, mas no bilhete diz que você tem que dizer a frase secreta, pra liberar o contrato lá do cofre.
-Mas eu não sei o Lucas que sabe, e ele disse que tinha esquecido.
-E agora? O que vai acontecer com meu menino?

Marcelo ficou muito surpreso com que Julia tinha falado.

-Meu menino?
-Ah, desculpe eu peguei tanto amor pelo Lucas que eu o amo como se fosse meu filho, apesar de ter perdido o meu primeiro e único filho, se ele estivesse vivo, teria hoje seis anos.
-Sinto muito Julia. Eu gostei de você ter chamado meu filho de seu menino. Por favor cuidado com o que pode acontecer.
-Tudo bem, pode deixar, eu vou tentar fazer o possível pra poder tirar o Lucas de lá com vida.
-Muito obrigado Julia.
-Não é necessário agradecer, eu também amo aquele garotinho.

Eles deram uma risadinha e se despediram, Marcelo ao chegar em sua cela, ele teve que descer para poder ficar junto com os outros presos, chegando lá ele encontrou com Gabriel, e lá estava Jorge mais os outros capangas dele.

-Marcelo, agora que vai acontecer o que eu lhe falei, não falhe me ajude que eu lhe ajudo.
-Não, eu não posso, eu não quero matar ninguém.
-Mesmo sabendo que o homem que quer matar você é o mesmo homem que matou sua mulher?

Marcelo olhou para o céu e deu um belo sorriso.

-Não podemos fazer justiça com nossas próprias mãos, através de uma linda pessoa, eu descobrir que não fala a pena pagar com mesma moeda.
-Nossa, você querendo ou não, terá que matar ele, se não ele lhe mata.
-Ai está, é agora que eu acabo com sua vida, seu idiota patético.
-Gabriel saia, e vocês também se afastem, eu quero acabar com esse idiota sozinho, ah eu quero que você mora sabendo a verdade, sabe seu filhinho?
-O que tem meu filho?
-Eu que mandei os meus capangas pegar o garoto.
-Como você fez isso?
-Marcelo, eu sou muito rico, tenho dinheiro suficiente pra poder comprar todo o mundo, você acha que eu estou aqui, porque tenho que está?
-Você agora é um prisioneiro, tem que cumprir as regras aqui dentro.

Jorge dá varias gargalhadas.

-Você é muito idiota mesmo, eu ainda estou aqui pra acabar com você, e depois que você morrer, eu vou sair daqui, e nunca mais vou voltar, e a verdade que eu tenho que lhe revelar, é que o Lucas é meu filho não é seu, pode fazer o exame que desejar.
-Você é um monstro.
-Me chame do que você desejar, não vai adiantar nada.

Jorge deu uma risada e foi direto atacar Marcelo. Ele apertou o pescoço de Marcelo e já foi tirando das costas uma faca, pra poder matar Marcelo, mas naquele momento Gabriel pulou em cima de Jorge e enfiou um pedaço de madeira afiada no peito de Jorge, Jorge cai no chão com o peito sangrando muito, e parecia ter atingido o coração. Marcelo ficou bastante assustado com o que viu e ele deitado no chão começou a correr para sua cela, os capangas de Jorge no mesmo momento começou a bater no Gabriel com madeiras muito pesadas. Infelizmente Gabriel morre. Os guardas viram a cena toda e não fizeram nada. Marcelo sentado dentro de sua cela assustado olhou para de baixo da cama e viu o gravador.

-Está aqui, agora eu posso provar a minha inocência.

Depois de algumas horas tiraram os corpos de Gabriel e Jorge. Julia quando estava andando pela rua ela teve a idéia de poder chamar seu ex - Marido, que era um policial, para poder ajudar ela a salvar Lucas.

-Jonathan? Está em casa?
-Oi Julia, Como vai? Quanto tempo, o que aconteceu? Por que está com esse rosto de choro?
-Jonathan, minha irmã morreu.
-O que? Mas como isso aconteceu?
-Eu estou ajudando uma criança.
-O que uma criança tem haver com a morte de sua irmã?
-Eu encontrei um menino andando pela rua sozinho e chorando, e eu descobri que tinha um bandido querendo matar ele, porque a mãe desse menino fez esse bandido assinar um papel ou contrato eu não sei direito, só sei que era pra passar uma coisa muito valiosa para o nome dele, essa bandido descobriu e quer matar o menino e o pai dele, o pai dele está preso no presídio da cidade, mas ele é inocente, e a mãe desse menino morreu, então eu quero ajudar os dois, eu me envolvi nessa história toda de uma tal maneira que eu não consigo mais sair, e quero muito que você me ajude a salvar esse menino.
-Onde esse menino está?
-Está na mão de alguns bandidos na antiga empresa de bebidas depois da cidade de...
-Cântaros?
-É, esse é o nome, me ajude ?
-Claro, eu tenho que levar alguns amigos meus, pra poder tirar o garoto de lá com vida.
-Mas eles avisaram pra não envolver policia.
-Meus amigos são profissionais, nada de ruim vai acontecer.
-Vamos então.
-Espera.
-O que foi Jonathan?
-Julia eu ainda te amo, eu ainda não te esqueci, volta pra mim? Eu prometo não cometer o mesmo erro, mas me dê mais uma chance?
-Jonathan por sua causa eu perdi nosso filho, isso pra mim foi o fim do mundo.
-Eu não queria que você perdesse nosso filho, isso também me dói muito, volta pra mim?

Julia ficou com os olhos cheios de lágrimas.

-Se eu não flagrasse você com aquela mulher, eu não cairia dessa escada, eu te amei, muito, mas agora estou apaixonada por outro homem, e acho que serei feliz com ele.
-Eu conheço?
-Não, mas vai conhecer!

Eles desceram as escadas e foram para a antiga empresa de bebidas. Chegando lá, já tinha anoitecido Jonathan e os amigos dele avistaram os capangas de Jorge.

-Ali eles, vamos chegar lá e render eles entenderam?

Jonathan e os amigos dele foram andando devagar sem fazer barulhos, Julia também entrou junto com eles.Chegando lá em cima Julia viu Lucas deitado no chão chorando.

-Lucas venha, sou eu, vem meu amor, venha.

Lucas rapidamente correu para Julia, mas ele tropeçou no chão, os bandidos ouviram e correu pra ver, e viu Julia tentando ajudar Lucas.

-Ah, estão você veio e já quer ir embora sem falar comigo e com meus amigos?Trouxe a senha pra abrir o cofre?
-Não, e jamais daria á vocês.
-Ah é, então vamos nos divertir um pouquinho com vocês.

Os bandidos começaram a rir, Lucas com muito medo começou a correr e fugiu dos braços de Julia. Julia ficou desesperada procurando Lucas, os bandidos começaram a agarrar Julia, foi então que apareceu Jonathan com os amigos dele.

-Largue ela, se não vocês morrem.
-Ah só vocês três que quer salvar a donzela? Somos dez sabia disso?
-Pois é somos trinta, toda empresa está cercada, sabia disso também?

Os bandidos ficaram surpresos, eles olharam envolta da empresa e viu a empresa toda cercada, e então eles se entregaram.

-Você está bem Julia?
-Eu estou, mas eu não vejo o Lucas, ele fugiu de mim com medo.

Jonathan olhou para o mar que tinha enfrente da empresa e viu Lucas se afundando no mar, Julia também viu e começou a gritar.Jonathan pulou da empresa para o mar, tentando salvar Lucas.Jonathan começou a nadar procurando Lucas, mas não tinha conseguido achar, foi então que ele mergulhou e viu Lucas, afundando cada vez mais, ele conseguiu pegar Lucas e levou para Julia.Lucas estava tão mole, ele engoliu muita água, Julia estava muito preocupada, ele estava com a aparência de uma criança morta, Jonathan começou a fazer os primeiros socorros, e naquele momento Lucas começou a ver sua mãe.

-Lucas acorde.
-Mãe? Cadê você?
-Meu amor, acorde, eu te amo, sempre estarei com você, e nunca se esqueça a vida é maravilhosa quando não se tem medo dela.

Então Julia estava chorando em cima do peito de Lucas, foi então que Lucas acordou, botando pra fora a água que tinha engolido.

-Lucas, você está bem?
-Estou, eu vi minha mãe, eu lembrei do que minha mãe sempre falava pra mim, me leva no meu pai?
-Sim meu amor, sim, mas antes vamos tomar um banho comer um pouco e dormir ta? Amanhã eu levo você lá ta bom?
-Ta.

Jonathan ficou olhando Julia beijando e abraçando Lucas, e ele ficou pensando que seria feliz se não tivesse traído Julia, e ele pensou que seria mais feliz com seu filho do seu lado, e com Julia ainda apaixonada por ele. No dia seguinte Marcelo já tinha certado com a justiça e conseguiu provar sua inocência. Quando ele estava saindo da porta do presídio ele viu Julia e Lucas, os dois sorrindo pra ele, naquele momento Marcelo correu na direção de Lucas e abaixou de joelhos para abraçar Lucas, chorando, e foi um choro tão alto e sofredor e dava pra sentir no coração, e a cada lágrima vinha triste e felicidade pela sua vida, Lucas pulou no colo de seu pai, como se não fosse vê-lo mais, Julia viu aquilo e começou a chorar também.

-Julia muito obrigado por tudo, sempre levarei você no coração.
-Eu tenho que lhe dizer uma coisa Marcelo.
-O que?
-Eu, eu...
-Fale Julia, pode falar.
-Estou apaixonada por você, eu te amo.
-Eu também Julia, dez da primeira vez que eu vi você.

Julia e Marcelo estavam se olhando apaixonadamente com um belo sorriso no rosto e com lágrimas nos olhos, e então eles se beijaram.

-Papai eu lembrei do que minha mãe tinha falado pra mim.
-Lembrou?
-Lembrou sim, ele me disse que viu ela.
-Você viu sua mãe?
-Vi e eu lembrei papai.
-Então vamos ao banco agora mesmo.

Eles foram ao bando e conseguiram pegar o contrato com a assinatura de Jorge canore, afirmando que a peça valiosa dele era agora de Lucas Avellar.Eles foram ate a casa da Esposa de Jorge para pegar a pintura.

-Olá boa tarde, eu sou Marcelo Avellar eu vim aqui pegar a pintura de Lucas Avellar é meu filho.
-Mas a pintura que tem aqui é do meu marido.
-Não, está aqui a assinatura dele passando a peça para o meu filho.
-Ah, um momento vou pegar.
-Muito obrigado.
-Só não entendi porque ele passou essa arte pra uma criança.
-Bom essa é uma longa historia, só lhe informo que seu marido morreu.

Marcelo, Lucas e Julia saíram da casa da esposa de Jorge sorrindo, e a viúva de Jorge chorando e gritando pela porta.quando os três estavam passeando pela praça da cidade com o futuro deles nas mãos muito felizes, Jonathan vê Julia e vai falar com ela.

-Julia? Posso falar com você um instante?
-Claro, espera ai amor já volto.
-Ta bom amor.
-Pode falar Jonathan.
-Esse é o homem que você está apaixonada?
-Sim, e estou com ele, vamos nos casar.
-Ah, é o pai do menino?
-É.
-Tudo bem, eu te amo, mas quero você feliz, seja feliz com ele, mas sempre vou te amar Julia.

Jonathan deu um beijo no rosto de Julia e foi embora.

-Julia ele é um amigo seu?
-Não é meu ex-marido, eu te conto quando chegarmos em casa ta bom?
-Tudo bem, sabe qual o nome dessa pintura valiosíssima?
-Não, qual?
-A face do amor, é uma pintura muito bonita, acho que conta o começo da nossa história.
-É, sabe que eu também acho?

Eles começaram a rir muito felizes.

-Julia, sabe o que eu vou fazer com todo dinheiro que eu conseguir vendendo essa obra de arte?
-Não.
-Vou doar todo o dinheiro pra todas as crianças que precisam de ajuda, assim menos crianças vão passar fome no mundo.
-Ótima idéia meu amor, mas você lutou tanto para conseguir isso.
-Eu sei, mas isso só me trouxe tristeza, só uma coisa boa que ele me trouxe de volta.
-O quê?
-O amor.
-É verdade, vem Lucas.

Eles foram embora rindo, e quando Marcelo olhou para o céu ele viu o rosto de Lisa olhando para ele com um lindo sorriso no rosto, Marcelo sorriu e beijou Julia com todo o amor que ele tinha em seu coração.

ALESSANDRO - AleMendes



Voltar à Biblioteca

Átrio principal | Jogos | Auto conhecimento | Contactos
Termos e Condições | Privacidade | Cookies


Language: English | Português

Copyright 2019, Sofia Ester.